Soluções econômicas para engenharia!

Você sabe o que é concreto armado?

11 de março de 2022 Redação Nenhum comentário

 

Composição manual do concreto armado.

A combinação de cimento com outros materiais é uma prática na construção muito antiga. Por meio da união de ingredientes como areia, cascalho, brita, xisto e até argila com aço através da água, o resultado é um dos elementos mais resistentes da construção que pode ser encontrado nos mais variados tipos de estruturas de obras. 
Essa primeira experiência da construção civil com este modelo de concreto foi em 1849, através do inventor Joseph Monier que juntou a capacidade da tração do metal e a de compressão do concreto para suportar elevadas cargas em cubos e tubos. Isso revelou um dos sistemas estruturais mais utilizados em todo mundo, caracterizado pela resistência e maleabilidade. 

O concreto armado na atualidade

Uma das ferragens mais utilizadas e resistentes ao longo da história.
Na arquitetura moderna, liderada por nomes como Oscar Niemeyer e Le Corbusier, enxergamos o abuso dessa característica do concreto nesta forma, a fim de incluir conceitos de movimento no novo cenário de crescimento urbano em larga escala desde a produção de arranha-céus até as habitações autoconstruídas. Mesmo que esse avanço seja um sinal de grandes benefícios, fica claro o desafio de controlar e conhecer estes novos processos que sem as precauções necessárias podem ocasionar erros. 
Sabemos que casos como colisões ou eventos climáticos acontecem, por isso é preciso criar maneiras de reduzir os danos, além de evitar outros estragos cometidos pelo erro humano. 
Uma maneira de solucionar essas questões é o cálculo, esse é o melhor jeito de ter  dimensão do diâmetro certo para utilizar o aço e os elementos que vão compor a estrutura como vigas, pilares, lajes, blocos, sapatas entre outros; sendo preciso determinar a resistência do concreto e os espaçamentos entre as barras de aço para que tudo funcione direito. 
Com os avanços tecnológicos, existem até mesmo alguns softwares de engenharia que se adaptaram a esse padrão de calcular o concreto armado e a estrutura metálica, esta é a possibilidade de aproveitar o melhor dos dois mundos em estruturas mistas. 

Vantagens do Concreto armado

Custo benefício e grau de resistência nas alturas.
Uma ótima alternativa para quem busca o máximo de resistência em comparação a outros materiais de construção, até mesmo em relação aos mais caros. Pela sua capacidade de suportar uma considerável quantidade de força de tração devido ao seu tipo de armação.
A economia é outro fator muito atrativo nesse material, que se dá pelo ótimo custo benefício de manutenção já que uma estrutura desta categoria pode ser modificada em diversos formatos e maneiras, resistindo a desgastes como o tempo, fogo, choques, vibrações e condições naturais são a garantia de tranquilidade a longo prazo.  
A mão de obra para esta categoria de aplicação também reduz gastos por ser menos qualificada, mas não importa qual seja o serviço os profissionais envolvidos precisam dar conta para a segurança de todos.

Desvantagens do concreto reforçado

O uso de madeira na aplicação de concreto armado nas obras.
O efeito colateral mais preocupante do uso deste recurso, são os altos níveis de resíduos gerados no período da construção. Um ponto que levanta questionamentos, é pelo debate  de adotar práticas mais conscientes e sustentáveis, algo que o consumo de madeira não ajuda na preservação do meio ambiente, ainda mais quando medidas de reciclagem não são adotadas, piorando a situação. 
Nessas condições o projeto pode ser encarecido, por exemplo numa construção de edifício a seção dos pilares é maior e pesada. Isso fica por conta do próprio peso da peça de concreto armado, que chega a ser 2.500 kg/m3, tornando estruturas grandes de alto custo e com prazo maior de execução por esse sistema de construção, que envolve falhas durante os processos de mistura e cura do concreto armado. 
Demolir um lugar desses pode ser um problema, pela complexidade e despesas para conseguir pôr a estrutura abaixo, já que o peso das fundações exigem muitos esforços tornando os gastos maiores com mão de obra e logística para dar conta do trabalho. 

Normas técnicas

A Associação Brasileira de Normas Técnicas é a responsável pela segurança da aplicação do material.
A principal norma em relação ao concreto armado, para regulamentação é a NBR 6118/2018 – Projeto de estruturas de concreto armado. Porém, existem várias outras que são aplicadas no momento da ideia do projeto para cuidar das singularidades de cada obra. 
As normas incluem aspectos de Simbologia (SB); Classificação (CB); Procedimento (NB); Especificação (EB); Terminologia (TB); Padronização (PB) e  Método de ensaio (MB) todas essas categorias são necessárias para a execução de um projeto que utilize concreto armado. 
Uma tendência no mercado são as aplicações de fibras sintéticas de materiais, nas misturas de concreto e argamassas para potencializar a resistência mesmo que algumas tenham restrições. Vale lembrar, que esses produtos não substituem a armadura de ação e nem tem função estrutural. 
Na realidade, elas trazem melhorias na produção, atuando na redução da retração plástica, resistência a impactos e reforçando a barreira contra a penetração de substâncias químicas ou água.  

Como fazer concreto assim?

Betoneira
A mistura feita na betoneira otimiza a produção manual do concreto reforçado.
Sim, você pode optar por fabricar o seu próprio concreto armado através de encomendas de material pronto ou de uma betoneira. Mas para conseguir o equipamento é preciso ter uma carta traço certificada e recomendada por um engenheiro, enquanto que para encomendar o produto pronto será necessário informar o FCK (resistência à compressão característica do concreto) ou resistência com o volume desejado a empresa contratada. 
Um assunto meio burocrático, mas que dependendo da situação, se bem analisada e planejada pode valer a pena. Independente do sistema de construção escolhido para um plano de obras, é essencial verificar da maneira correta quais as necessidades do projeto antes de determinar as soluções ideais. 
Sempre trabalhe com profissionais e parceiros especializados, principalmente quando a questão é estrutural e para isso você pode contar com os nossos softwares, entre em contato agora que vamos estar a sua disposição!

Deixe um comentário