Soluções econômicas para engenharia!

Suwin – Saneamento urbano

Projeta e calcula redes de saneamento urbano.

Características gerais

Programa para o projeto, dimensionamento e verificação da Rede de Saneamento. Capaz de calcular redes sanitárias ramificadas, constituídas pelos elementos habituais neste tipo de infra-estrutura: trechos de tubulações, sumidouros e beirais, ligações residenciais e sub-redes.

Incorpora as funcionalidades da interface gráfica iMventa, permitindo o desenho de entidades simples e complexas, a importação e exportação de desenhos em formato DXF e DWG, a gestão de camadas, a gestão de símbolos, a navegação por zoom e barras, pontos de referência a entidades, etc.

Ele automatiza a estimativa dos fluxos de contribuição e executa os cálculos hidráulicos necessários para dimensionar os diâmetros de todos os tubos e determinar as profundidades necessárias. Executa as verificações apropriadas de acordo com os critérios de verificação selecionados.

Gera a documentação para fazer os relatórios do projeto e suas pranchas.

Bases de dados

Incorpora um banco de dados de tubulações, que pode ser editada e expandida pelo usuário, permitindo definir as características hidráulicas de diferentes tipos de série: 

Série circular 

Séries definidas por coeficientes (Pm = K1 · H, Rh = K2 · H, A = K3 · H²). 

Série definida por altura-largura, o que permite a introdução de seções de qualquer formato, como coletores abobadados, etc.

Para cada série, você pode definir uma tubulação e um material de revestimento, bem como seu número de Manning.

Entrada de dados

Permite definir a topografia da área de duas formas:
Por meio de um arquivo de desenho em formato DXF ou DWG que contém as curvas de nível do terreno. A rota da rede é traçada neste plano e o próprio programa calcula a cota em cada ponto.
Entrando manualmente no nível do solo em cada ponto singular da rede (conexão, poço, etc).

Possui uma biblioteca de símbolos através da qual o diagrama da rede é facilmente desenhado. Esta biblioteca é organizada por categorias e cada categoria define um determinado comportamento:

conexões, 

sumidouro pluvial, 

conexão de sub-rede, 

sumidouro, 

ressaltos e 

vertedouros.

Você pode definir novos símbolos e adicioná-los à biblioteca em qualquer categoria ou remover quaisquer símbolos existentes.

Você pode definir os parâmetros padrão para cada tipo de elemento, a fim de minimizar o tempo de edição.

Possibilidade de definir um número indefinido de poços e seções de tubos em uma única operação.

Através da barra de projetos, você sempre terá informações sobre os principais dados e resultados de cada elemento da rede, permitindo modificá-los a qualquer momento. Para fazer isso, basta selecionar o elemento do desenho que deseja editar.

A definição de fluxo de resíduos domésticos é feito por meio de vários critérios:

por tipo de edificação e superfície servida, podendo definir esta última graficamente. 

por número de habitações. 

por número de habitantes, aplicando a estimativa da população a um ano de horizonte de projeto usando o modelo das “Recomendações para projetos de abastecimento e saneamento” do MOPU (1987).

Em qualquer um dos casos acima, é possível definir um aumento sazonal da população.

Possibilidades de definir fluxos de águas residuais industriais por dois métodos:

estabelecer a contribuição por funcionário, ou 

estabelecer a contribuição por superfície, podendo defini-la graficamente.

Determinação das contribuições de águas pluviais por meio de métodos precisos e avançados. Assim, para o cálculo das intensidades de chuva, você pode escolher:

Método hidrometeorológico, da norma 5.2-IC (norma espanhola). 

Método indireto (curva IDT definida por coeficientes).

Para cada elemento capaz de captar a água da chuva são definidas as características de sua captação, como tipo de superfície, cobertura vegetal ou extensão do percurso, obtendo-se automaticamente os parâmetros de cálculo (coeficiente de escoamento, tempo de concentração, etc.) de acordo com o método da norma 5.2-IC ou por assimilação a uma zona-tipo.
A superfície de cada bacia pode ser inserida numericamente ou graficamente, neste caso estando associada à entidade no desenho, de forma que sua modificação atualize a medição da superfície.

Cálculo e verificações

O programa realiza o cálculo hidráulico da rede para diferentes situações:

Fluxo mínimo de resíduos 

Fluxo máximo de resíduos e máximo de água da chuva

Os coeficientes de pico usados para calcular as taxas de fluxo residual máximas e mínimas são definidos pelo usuário. A vazão máxima de chuva é obtida pelo cálculo da rede com as contribuições correspondentes a um conjunto de durações de precipitação, as definidas pelo usuário e as calculadas pelo programa e iguais ao tempo de concentração de cada nó.

Verificação dos parâmetros de projeto (profundidades máximas e mínimas de soterramento, comprimentos máximos dos trechos) e operação da rede (velocidades máximas e mínimas) com os critérios definidos pelo usuário.

Com base nesses parâmetros, o programa exibe uma série de erros e avisos que permitem refinar o desenho da rede até chegar à solução final.

Documentos que você pode gerar

Saídas numéricas que incluem os dados de entrada e os resultados dos cálculos, podendo ser visualizadas na tela, por impressão ou arquivo em formato padrão (RTF, TXT ou HTM).

Saídas gráficas completas que incluem plantas e perfis longitudinais, com indicações dos parâmetros hidráulicos em cada seção e em cada nó do sistema.

Você pode imprimir o projeto em escala, usando diferentes espessuras de pena e/ou cores, em qualquer impressora ou pode exportá-los como um arquivo em formato DXF, DWG ou WMF.

Gera um arquivo com os quantitativos de todos os materiais envolvidos na instalação, em formato padrão (atende às especificações da FIEBDC-3/98) para exportação para programas de estimativas orçamentárias.

Incorpora as funcionalidades da interface gráfica iMventa, para permitir o desenho de entidades simples e complexas, a importação e exportação de desenhos em formato DXF e DWG, a gestão de camadas, a gestão de símbolos, a navegação por zoom e barras, pontos de referência a entidades, etc.

Ele automatiza a estimativa dos fluxos de contribuição e executa os cálculos hidráulicos necessários para dimensionar os diâmetros de todos a tubulação e determinar as profundidades necessárias. Executa as verificações apropriadas de acordo com os critérios de verificação.

Gera a documentação para fazer os relatórios do projeto e suas pranchas.