10 importantes dicas que todo usuário de SketchUp deve saber

1.Utilize um mouse com 3 botões: Mouses com aquelas “rodinhas” embutidas tornam a rolagem muito mais fácil, e também ativam uma ferramenta no SketchUp. Basta clicar e pressionar para baixo para acionar a ferramenta Orbit/Órbita. Isso significa que você pode alternar a visão e perspectiva do seu objeto enquanto você desenha, economizando vários cliques em direção à barra de ferramentas. 2. Groups e Components: Seus modelos ficarão organizados e você poderá “esconder” algumas partes do seu desenho enquanto trabalha em outras, sem deletar uma única linha. Grupos isolam partes da sua geometria. Eles permitem que você manipule e mova partes mais complexas do seu projeto, sem mover cada peça individualmente. Há também a opção de subgrupos. Tudo isso pode ser visualizado na janela Outliner, que organiza tudo pra você em uma hierarquia. Para criar um grupo, selecione as partes que você deseja agrupar, clique com o botão direito e selecione “Make Group”. Componentes permitem que você crie cópias idênticas de algo- vamos falar mais sobre isso no próximo item. Se você mudar algo dentre os seus componentes, todas as mudanças serão aplicadas nos demais. O processo de agrupar é o mesmo para criar um componente, é só clicar com o botão direito e selecionar “Make Component”. 3. Criando várias cópias: Nada de CTRL + C ou CTRL + V. O SketchUp copia e cola seus itens de forma inteligente. Primeiro, você precisa selecionar o objeto que quer replicar. Ele precisa estar necessariamente em um grupo. Depois, pressione o CTRL, digite a distância entre uma cópia e outra no teclado e aperte enter. Para multiplicar suas cópias e deixá-las equidistantes, basta apertar 10* e Enter. O exemplo criará 10 cópias espaçadas de acordo com a cópia original. Ou então você pode pressionar /10 para criar dez cópias entre a cópia original. O número de cópias e distância vai funcionar de acordo com o valor digitado. 4.Trancar axis/eixos com as teclas de seta: É possível trancar as linhas de eixo do seu projeto enquanto você movimenta algo ou desenha. Pressione as teclas de seta do seu teclado para cima para trancar um objeto ao eixo azul, a esquerda corresponde ao eixo verde, e direita ao vermelho. 5.Passo a passo: Às vezes o SketchUp tem dificuldade em saber exatamente para onde você está movendo um objeto. Tenha paciência. Pense nos movimentos um eixo de cada vez. Posicione a altura, referencie e tranque as linhas necessárias em três passos diferentes. Assim você consegue definir a posição do objeto de forma precisa sem gastar muito tempo com alinhamento. 6.Crie guias com a Ferramenta Tape Measure/Fita Métrica: Essa é uma dica indispensável para criar objetos com dimensões específicas. Guias são uma forma fácil de referenciar pontos específicos, e podem ser criadas a partir da ferramenta Tape Measure/Fita Métrica, destacada na imagem. Clique em uma aresta com a Tape Measure e arraste o mouse junto com as linhas de eixo/axis. Digite a distância que você quer determinar entre a guia e a aresta do objeto. Pronto. 7. Não clique no Value Control Box: Há um box no canto inferior direito do SketchUp. Não clique nele. Trata-se da Value Control Box, a VCB, que muitos usuários costumam confundir com uma caixa de diálogo que configura dimensões. Na verdade, a função da VCB é simplesmente mostrar as medidas com as quais você está trabalhando em um objeto. Você pode clicar, mas ela simplesmente vai mostrar as dimensões. Para alterá-las, simplesmente digite as novas medidas e aperte Enter. 8. Faça outros pontos de referência: Você pode criar novos pontos de referência para alinhar seus objetos. Vamos utilizar um exemplo do próprio Donley: digamos que você tem uma cadeira e uma mesa no seu modelo. Você quer que a parte inferior da mesa e a cadeira estejam alinhadas no mesmo plano. Então, você seleciona a cadeira e utiliza a ferramenta Move. Referencie a parte inferior da cadeira para começar a mover, então tranque-a no eixo azul – você pode fazer isso ao simplesmente apertar a seta para cima do seu teclado – e depois mova-a até a mesa. Isso alinha os dois objetos no eixo azul de acordo com os pontos de referência que você criou no início e no final do movimento. 9. Selecione vários objetosHá duas formas de fazê-lo, e ambas são fáceis. A primeira consiste em arrastar uma caixa de seleção ao redor das partes que você deseja selecionar. Na segunda você deve utilizar a ferramenta Select. Ao clicar em uma face, ela será selecionada. Duplo clique seleciona faces com arestas conectadas. Três cliques selecionam todas as partes do objeto. Essa dica é válida principalmente quando você precisa criar um grupo. Mas lembre-se que para selecionar algo dentro do grupo você precisa dar um clique duplo para abri-lo. 10. Decore atalhos de teclado!

FONTE: http://44arquitetura.com.br/2016/04/10-importantes-dicas-que-todo-usuario-de-sketchup-deve-saber/

Relação entre as famílias do Revit e os perfis do Tricalc 

Relação entre as famílias do Revit e os perfis do Tricalc
Para permitir a comunicação de informações sobre as seções dos elementos, vigas, pilares ou diagonais, uma nova função do Tricalc permite estabelecer uma correspondência entre cada perfil de cada série com as famílias existentes do Revit.

A correspondência permite que você defina a relação entre um perfil de Tricalc e a sua família no Revit, tanto quando usado como um pilar quanto como uma viga ou diagonal, uma vez que no Revit existem famílias diferentes para cada tipo de elemento. No caso das barras de betão\concreto, a relação entre cada seção “BxH” da série HOR.PRF, BET.PRF ou CONC.PRF do Tricalc é estabelecida com as famílias de pilares e vigas de concreto\betão no Revit.

Funcionalidades de troca direta de informações
Existem várias funções que incorporam o directBIM 2.0, para trocar informações entre o Tricalc e o Revit, e atualizar o modelo do Revit com as informações do modelo Tricalc:

Atualização de dimensões
O Tricalc permite enviar para o Revit as novas dimensões de qualquer barra, seja viga, pilar ou diagonal, dentro do mesmo tipo de perfil, que tenha sido modificada no Tricalc ao realizar a sua verificação estrutural. No caso de seções de concreto\betão (retangulares ou circulares), se o Revit não tiver um tipo com as dimensões de seção desejadas, o directBIM cria novos tipos (novas instâncias da família).

Modificação da posição dos elementos
Se um elemento alterar sua posição no modelo estrutural, o Tricalc enviará para o Revit a nova posição do elemento, que é atualizada automaticamente.

Rotação da seção de elementos
É permitido atualizar o ângulo de rotação das seções.

Atualizando tipos de novas séries de seções
Se a série de perfis for alterada, por exemplo, de IPE para HEB … é possível comunicar a modificação por meio da memória.

Criação de novos elementos
A conexão directBIM também permite que novas colunas e vigas sejam adicionadas ao modelo Revit.

Atualização com base no controle de alterações
Se você usar o controle de alterações do Tricalc (função “Histórico” da estrutura), poderá enviar para o Revit apenas as alterações produzidas entre um determinado ponto de controle e o estado atual. Neste caso, além disso, o processo permite eliminar elementos que desapareçam desse ponto no histórico do modelo Revit.

 

Faça download do Tricalc demo Clique aqui. Melhor software de estruturas metálicas

Programa estabilidade taludes

O programa Estabilidade de Taludes permite a análise da estabilidade de taludes (aterros, muros de solo reforçado, estruturas com reforço ancorado, etc.) considerado para suas verificações os métodos clássicos como estados limites e os fatores de segurança.

O programa permite a inserção de um número arbitrário de forças aplicadas às estruturas e ancoragens, presença de água modelada pelo nível do lençol freático, qualquer quantidade de geo-reforços e utiliza os métodos para análise de Bishop, Fellenius/Petterson, Spencer morgenstern-Price, Sarma, Janbu, Shahunyanc e ITFM (Normas chinesas).

Steel Frame

Steel Frame é um sistema tecnológico e sustentável que chegou há alguns anos, para ajudar na viabilidade dos projetos com uma alta tecnologia inteligente, ele é um dos sistemas mais modernos e eficazes nos dias atuais. É determinado como uma construção à seco que não utiliza água e nem outros tipos de materiais seu maior destaque é sua rapidez na hora da montagem das estruturas.
Esse sistema veio para o Brasil em meados dos anos de 90. Muitas pessoas já optam por esse sistema, porém, ele ainda está em processo de aceitação no mercado. A cada dia que passa as empresas que entram nesses quesitos, se aprimoram cada vez mais. Ou seja, aos poucos o sistema vai se desenvolvendo em grande escala.

Google Brasil

Um vão livre de 40,5 metros de largura acomoda, em um dos quadriláteros mais caros de São Paulo, uma construção histórica do século 17 – a casa bandeirista – e um mega edifício comercial – o pátio Victor Malzoni.
Suas características – 167.693,36 metros quadrados de área construída, 19 andares, lajes de até 3,7 mil metros quadrados, vão central livre com pé-direito de 30 metros, fachadas totalmente envidraçadas – garantem a magnitude do empreendimento, que, apesar de constituído como um monobloco construtivo, desdobra‑se em dois edifícios geminados.
As fachadas são totalmente constituídas por dois tipos de vidro – um azul mais claro para o vão-luz, outro mais escuro para revestir elementos estruturais (vigas e pilares). “A diferença entre as tonalidades deu origem a uma grelha envidraçada com alto desempenho térmico. O vidro mais claro possui fator solar de 31% e transmissão luminosa de 5% e o mais escuro, 36% e 17%, respectivamente”, explica a arquiteta Cláudia Mitne, gerente de Marketing da Glassec.

Como rompe um Talude Artificial

Talude artificial é aquele que foi construído pelo homem. Esses taludes, quando se rompem, parecem que escorregam ao longo de uma linha reta.
A beirada afunda mais depressa que a parte de dentro. As casas tendem a tombar para fora.

V-Ray Next para SketchUp

Com otimizações de workflow e renderização mais rápida, o V-Ray Next está mais completo, veloz e poderoso!

GERENCIAMENTO DE ASSETS
Com essa ferramenta você simplifica seu fluxo de trabalho e acompanha toda a sua cena de forma mais rápida e fácil com as novas e aprimoradas ferramentas de gerenciamento de ativos no V-Ray Next for SketchUp. Você poderá pesquisar, selecionar e visualizar recursos, tudo em um único local.

CONEXÃO PROFUNDA COM SKETCHUP
O V-Ray Next for SketchUp adicionou ferramentas novas e aprimoradas, com o objetivo de te ajudar a gerenciar sua cena, personalizar seus estilos de viewport e importar cenas de V-Ray de outros aplicativos 3D. Para expandir ainda mais seu kit de ferramentas, está incluso a renderização de rede aprimorada e uma nova barra de ferramentas do V-Ray para facilitar o acesso a todas as suas ferramentas favoritas.

CONTROLE DE RENDERIZAÇÃO EFICIENTE
Novas configurações intuitivas da câmera tem como objetivo facilitar a renderização do seu próximo projeto com o V-Ray Next for SketchUp. Com o layout atualizado dos controles da câmera poderá manipular os parâmetros rápidos e avançados ao mesmo tempo. Além de, poder especificar resoluções de pixel personalizadas sem se preocupar com a proporção.

Melhores Configurações de hardware e software para Trabalhar Com 3D

Você sabia que as configurações do seu computador pode depender mais do que a capacidade técnica do profissional? Uma boa máquina pode tornar seu trabalho mais fluido, rápido e possibilitar até fazer algumas coisas que exigem mais do processamento do computador, o que teria muita dificuldade em um computador menos potente.

Hardware mínimo para trabalhar com SketchUp:

  • Processador de 1 GHz;
  • 4 GB de RAM;
  • 16 GB de espaço total na unidades de armazenamento (HDD, SSD ou SSHD);
  • 500 MB de espaço disponível na unidades de armazenamento (HDD, SSD ou SSHD);
  • Placa de vídeo 3D com 512 MB de memória ou superior e suporte para aceleração de hardware. Certifique-se de que o driver da placa de vídeo suporte OpenGL versão 3.0 ou superior e que esteja atualizado;
  • Mouse com 3 botões e roda de rolagem.

Software (Windows):

  • É necessário uma conexão com aa Internet para instalar e autorizar o SketchUp e utilizar alguns recursos do programa;
  • Microsoft® Internet Explorer 9.0 ou superior
  • .NET Framework versão 4.5.2.
    Versão do Windows deve ser de 64 bits

Software (Apple):

  • QuickTime 5.0;
  • Safári.

Conjunto integrado do GEO5

Apesar das ferramentas Geo5 serem diversas, sua integração se manifesta no fato de que um design pode ser enviado de um programa para outro. Por exemplo, um muro de retenção pode ser analisado a partir da inclinação de uma aplicação, mas a modelagem da pata pode ser enviada para outra aplicação se a largura da base estiver definida. Existem também aplicações para parede tela injectado e para a concepção de estruturas utilizando o método do elemento finito (MEF), em túneis e outras soluções para geotécnica.


Essa ferramenta, sem dúvida, é a melhor solução para uma empresa dedicada à consultoria geotécnica em suas diferentes áreas de atuação! No programa está incluso a análise da estabilidade de encostas, encostas rochosas e assentamento de superfícies através da construção de túneis, o que inclui a simulação do modelo de terreno digital (DTM), tanto em túneis quanto em outras soluções geotécnicas.


Ficou com alguma dúvida? Você pode nos chamar pelo chat do nosso site https://solucoescad.com.br/ e falar diretamente com um consultor!

Saiba como fazer impressão 3D com SketchUp

Com as novas impressoras 3D de baixo custo no mercado o uso do SketchUp Pro está fazendo mais parte do dia-a-dia de profissionais da área. Mas, para esse tipo de impressão exige um preparo do seu arquivo, para sua impressão sair perfeita.

1 – Defina seu modelo para milímetros ou polegadas
Antes de começar um projeto é importante usar essa dica para facilitar sua vida lá na frente: Configure o arquivo do SketchUp para unidades métricas ou imperiais. Quando faz essa alteração você não precisará redimensionar o tamanho de impressão do seu modelo mais tarde.

2 – Instale a Extensão SketchUp STL
Geralmente, você pode salvar seu modelo 3D como um arquivo SketchUp (SKP). Mas, a extensão STL do SketchUp é gratuita, e o formato de arquivo STL é o mais comum usado na comunidade de impressão em 3D, facilitando o compartilhamento, impressão e edição do seu projeto.

3– Faça sua impressão 3D à “prova d’água”
Um projeto que está pronto para para impressão não deve apresentar nenhum buraco na sua superfície. Seu projeto deve ser resistente, ou seja, se você colocar meu modelo dentro da água, ele não pode de água dentro. Feche todos o buracos! Esta costuma ser uma das partes mais complicadas da criação de modelos 3D imprimíveis no SketchUp.
Acompanhe mais dicas e conteúdos como esse! Siga nossas página!